domingo, 4 de maio de 2008

MEU PROTESTO

Porque me tirar daquele lugar quentinho?
Porque me cuspir das entranhas, bruscamente?
Porque me atirar no claro da vida?
-Será isso vida?-
Não será vida, viver num lugar pequeno e quentinho
sem ferir ninguém, sem incomodar ninguém?
Não será vida, não ouvir palavrões,
nem ver misérias, traições, corrupções, violações?
Porque me atirar nesse pântano de pessoas movediças,
que a todo instante procuram te engolir?
Porque me atirar nesse lugar cheio de olhos,
cheio de mãos, de gestos, de cuidados?
Porque?
Será que não percebem que sei me defender sozinho?
Porque me ensinar a sorrir, se a todo instante
ouço berros, barulhos, buzinas ... e me assusto?
Porque insistem em me fazer falar?
Será para aprender a ofender as outras pessoas?
Será para me defender dos que tentarão me comprar?
E agora eu pergunto: "-Será isso vida?"
É por isso que eu choro!
por isso que eu vou chorar sempre!!
Está lançado o meu protesto...
...e não adianta me ninar!!!
(o4 de junho de 1973)

Nenhum comentário: